/ News
Última atualização do site há 10 meses atrás, clique aqui para ter acesso a todas as publicações
Megan Fox realiza seu sonho de se tornar Indiana Jones na série do Travel Channel
Publicado no dia 14.12.2018 por arquivado nas categorias: Entrevistas , Legends of the Lost with Megan Fox , Programas de TV

Megan Fox está de volta na telinha… em uma série do canal Travel Channel sobre arqueologia.

Sim, você leu corretamente: a atriz de “Transformers”, cujo último papel foi substituir Zooey Deschanel na série do canal Fox “New Girl”, está levando seu amor pela história antiga em “Legends of the Lost”, que teve sua estréia na terça-feira, 4 de dezembro. Nas documentações de quatro episódios, Fox viaja pelo mundo para explorar mistérios centenários, tentando descobrir se a Guerra de Troia realmente aconteceu, se Stonehenge tem poderes sobrenaturais e que papel as mulheres desempenharam na ascensão dos vikings ao poder.

Embora ela tenha anteriormente expressado o desejo de se afastar de atuar e perseguir sua paixão por antiguidades, muitas pessoas ainda se surpreendem com o envolvimento de Fox em “Legends”, para seu ligeiro aborrecimento.

“É interessante, porque eu tenho falado sobre isso há muito tempo, mas nenhuma dessas coisas são coisas que as pessoas se incomodam em ler ou saber”, diz ela. “É sempre algo lascivo, escandaloso e negativo que as pessoas estão atraídas. Mas não é uma coisa nova para mim: eu estou apaixonada há muito tempo por isso.”

Fox, de 32 anos, conversou com o jornal USA TODAY sobre o show, como é viajar com seus filhos e como filmar “Transformers” despertou seu interesse pela arqueologia.

Leia a entrevista completa e traduzida!

Há quanto tempo você está interessada na história antiga?

“Minha aula favorita na escola era mitologia grega. Essa é a única aula que eu tive dessa natureza e a única em que eu me dei muito bem. Eu vim do Sul, onde fui criada como pentecostal cristã, e fizemos muitos reavivamentos e exorcismos em minha igreja. Então, eu também sempre me interessei por outras religiões e por pessoas antigas em geral. Eu não fui para a faculdade, então não é como se eu tivesse estudado especificamente arqueologia, mas eu sempre fui apaixonada pela ideia de ser Indiana Jones, e viajar e realmente explorar alguns desses mistérios. Todo mundo tem algo com o que se apaixonar e para mim, apenas estar perto de algumas dessas coisas é realmente especial.”

Além da descoberta de que havia muitas guerreiras vikings femininas, qual foi a coisa mais interessante que você aprendeu ao filmar o primeiro episódio na Noruega?

“Aprender que as mulheres também eram comerciantes era totalmente novo para mim, porque as mulheres não foram representadas dessa maneira em nossos livros de história. Você pensa em ser um comerciante como uma vocação masculina, mas absolutamente estava cheio de mulheres. Além disso, apenas o fato de que eles estavam enterrando enormes navios no subsolo… como parte de um túmulo pessoal, foi algo realmente impressionante para mim.”

Como as filmagens em Stonehenge se comparam às filmagens nas Grandes Pirâmides de Gizé no segundo filme de “Transformers?”

“Bem, quando eu estava gravando “Transformers”, eu tinha 22 anos e não estava pensando nas coisas da mesma maneira que agora. Eu não tinha as mesmas idéias e filosofias, e agora eu teria uma apreciação e compreensão totalmente diferente disso. Mas filmando (no Egito), eu aprendi algumas informações que realmente provocaram uma curiosidade mais profunda. Havia uma semente plantada lá que explica porque eu segui esse show.

Stonehenge era uma coisa totalmente diferente. Nós estávamos lá às 3:30 da manhã, por isso estava congelante, enevoado, assustador e místico. E eu sinto que há ainda menos conhecimento em torno de Stonehenge. Os egípcios documentaram quase tudo. Eles não documentaram a construção das pirâmides, mas sabemos muito mais sobre eles do que sabemos sobre os construtores de Stonehenge.”

Qual é o outro tópico que você gostaria de explorar se houver uma segunda temporada?

“Ainda há muita coisa acontecendo no Egito, especificamente com a Esfinge. Eu adoraria poder reexaminar o Sudário de Turim (o pretenso lenço funerário de Jesus Cristo). Foi testado nos anos 80 e eu não acho que o teste tenha sido bem tratado, mas também os avanços tecnológicos foram tão grandes que há muito mais que poderíamos fazer se pudéssemos obter permissão do Vaticano para aceitar isso. As Linhas de Nazca (no Peru) foram estudadas por tanto tempo e as pessoas ainda estão completamente perplexas, mas eu sempre quis ir lá e explorar isso. São três episódios bem ali!”

Seus filhos (com o marido Brian Austin Green) ainda são jovens, mas algum deles compartilha seu amor pela viagem ou pela história?

“Meu mais velho (Noah, 6) é realmente obcecado com a egiptologia e a magia egípcia. Ele está sempre me implorando para levá-lo ao Egito, se eu voltar. Mas eu não acho que eles realmente entendam o que eu faço. Eles não sabem o que significa trabalhar ou fazer um filme ou fazer nada disso. Então eles só sabem que eu saio e eu supostamente vou em aventuras e então eu volto para casa. Eles são muito jovens para realmente se importar. (Mas eventualmente), eu tenho que levar o mais velho para o Egito. Eu também quero levá-los para a Tailândia e o Peru. Eu quero viajar pelo mundo com eles.”

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
2
Compartilhe com seus amigos!
Aproveite para ler também:
Espere! Não se vá antes de deixar o seu comentário sobre o post
O Portal Megan Fox não possui nenhum tipo de contato com a Megan ou alguém próximo a ela, tampouco somos ela, somos apenas um fã site feito por fãs e para fãs a fim de informar e unir os fãs da atriz no Brasil. Todo o conteúdo postado aqui pertence a equipe do Portal Megan Fox, caso utilize pedimos que dê os devidos créditos à nós, fica proibida a cópia total ou parcial deste layout assim como, também deste site! Esperamos que tenham gostado da visita e voltem sempre!
error: Content is protected !!