Nome: Megan Denise Fox
Data de Nascimento: 16 de maio de 1986
Local: Oak Ridge, Tennessee
Signo: Touro
Irmã: 1 irmã (Kristi Michelle Fox)
Filhos: 3 meninos (Noah Shannon, Bodhi Ransom e Journey River Green)
Cônjuge: Brian Austin Green
Altura: 1.63m
Cabelos: Castanhos Escuros
Olhos: Azuis

Megan Denise Fox nasceu no dia 16 de maio de 1986 em Oak Ridge, no Tennessee, Estados Unidos. É uma atriz, produtora, empresária, apresentadora e modelo fotográfica. Vencedora de um Scream Award na categoria de Melhor Atriz de Ficção Cientifica (2009), e constantemente citada como a mulher mais bela e sexy do planeta.

Soube muito cedo que queria se tornar atriz. Aos cinco anos, começou a sua formação em dança e teatro, mais tarde começou a participar de diversas séries televisivas. De modo sério, sua carreira começou em 2001 com o filme “Holiday In The Sun” (no Brasil, Férias Ao Sol), uma produção de baixo orçamento, no qual estrelou ao lado das gêmeas Olsen. Seguiu fazendo outros filmes adolescentes como, “Confessions of a Teenage Drama Queen” (Confissões de uma Adolescente em Crise) e Crimes of Fashion (A Herdeira da Máfia), ambos de 2004, no qual trabalhou com as atrizes Lindsay Lohan e Kaley Cuoco, respectivamente.

Em 2007, alcançou grande fama após sua interpretação como a heroína dos robôs Mikaela Banes em “Transformers”, tornou-se mundialmente famosa, começou chamar a atenção dos holofotes por onde quer que fosse. Continuou a sua carreira como estrela de ação, aventura e também comédia em “How to Lose Friends & Alienate People” (Um Louco Apaixonado) 2008, “Transformers: Revenge of the Fallen” (Transformers: A Vingança dos Derrotados) 2009.

Seu primeiro papel principal foi no filme de humor negro, “Jennifer’s Body” (Garota Infernal) em 2009, o sucesso foi absoluto entre o público jovem. Recebeu elogios e também críticas por suas atuações em “Jonah Hex” (Jonah Hex – Caçador de Recompensas) 2010, “This Is 40” (Bem-vindo aos 40) 2012, e “Teenage Mutant Ninja Turtles” (As Tartarugas Ninja) 2014.

Fox vive uma vida discreta, em 2010 casou-se com o ator Brian Austin Green em uma cerimônia privada no Havaí, mais tarde o desejo de ser mãe foi despertado, deu a luz a três lindos meninos em 2012, 2014 e 2016.

Apesar de acharem que ela deu uma pausa na carreira, isso jamais aconteceu. Focou seu trabalho em filmes independentes e campanhas publicitárias. Além de sua carreira no cinema, em 2016 tornou-se co-proprietária, embaixadora global e colaboradora criativa da marca Frederick’s Of Hollywood. Mostrou interesse a ciência que estuda as culturas e os modos de vida das diferentes sociedades humanas, a arqueologia, e no inicio de 2018 foi revelado mais um sonho, Fox se tornou co-criadora, apresentadora e produtora executiva do programa “Legends Of The Lost With Megan Fox”, que foi ao ar no final do mesmo ano.

Atualmente esta evolvida em vários projetos, são eles: o filme de ação “Rogue”, a comédia dramática “Big Gold Brick” e a comédia familiar “Dogs Best Friend”, e nos filmes de suspense “Till Death” e “Midnight In The Switchgrass”.

Megan Denise Fox nasceu em 16 de maio de 1986 em uma pequena cidade chamada Oak Ridge, localizada no estado norte-americano de Tennessee, no Condado de Anderson e Condado de Roane. No dia de seu nascimento foi levada para a sala de hospital em Knoxville, cidade no Tennessee. Neste dia sua mãe estava assistindo “Blue Hawaii” (no Brasil, Feitiço Havaiano), um filme de 1961 estrelado por Elvis Presley, provavelmente o maior sucesso da carreira de cinema do Rei do Rock norte-americano.

Minha mãe comenta que nasci rebelde. Passei os três primeiros dias da minha vida gritando. Quando tinha 4 anos, fiquei com muita raiva porque não tinha o tamanho necessário para ir na montanha-russa. É simples, eu não tinha medo de nada.

Filha mais nova de Thomas Franklin Fox e Gloria Darlene Cisson. Tem uma única irmã, 12 anos mais velha, chamada Kristi Michelle Fox. Franklin era oficial de condicional e separou-se de sua mãe quando ela tinha apenas 3 anos de idade, mais tarde se divorciaram. Com a ausência do pai a pequena menina passava a maior parte do tempo em um mundo imaginário criado em Hollywood. Em 1997, sete anos depois, sua mãe casou com Tony Tonacchio – um padrasto muito rígido e religioso – ela levou Fox, então com 10 anos de idade, e sua irmã para morar com o novo marido em São Petersburgo, cidade localizada no estado americano da Flórida, no Condado de Pinellas. Thomas Franklin continua em Rockwood, no Tennessee, onde vive um novo casamento com Denise Fox.

“Ela sabia o que queria desde o tempo que era pequena, Megan estava muito determinada e ambiciosa. Ela tinha tudo – aula de dança, coro, jogos.” – disse a mãe, Darlene.

Ela sonhava em ser atriz desde pequena, aos 3 anos de idade, era obcecada pelo filme “The Wizard of Oz” (O Mágico de Oz), estrelado em 1939 por Judy Garland, uma atriz americana considerada por muitos uma das principais estrelas cantoras da “Era de Ouro” de Hollywood dos filmes musicais. Aparentemente, o filme teve um impacto profundo sobre a pequena menina, pois usava um traje idêntico ao de Dorothy Gale, principal personagem, e só atendia pelo nome da mesma.

“Sempre comentei que queria ser atriz, desde muito pequena. Acho que começou com Judy Garland e O Mágico de Oz, mas eu nunca quis ser outra coisa, não sei por quê. O Mágico de Oz sempre foi o meu filme favorito. Eu era obcecada por ele, assistia sem parar. Eu quis ser a Dorothy por muito tempo, até os meus 6 anos. Eu usava maria-chiquinha, minha avó fez um macacãozinho xadrez, e eu tinha sapatinhos vermelhos. Minha mãe tinha que me chamar de Dorothy, o meu nome não era atendido! Isso foi dos 5 anos aos 6 anos, depois minha mãe explicou que Dorothy não era real, que na verdade uma atriz interpretava ela.”

Fox cresceu em uma família pobre no Tennessee, estado dos Estados Unidos localizado na região sudeste do país. Teve a oportunidade de começar a atuar e dançar com apenas 5 anos de idade. Ela também era nadadora e competiu dos 5 aos 14 anos.

“Na minha cidade não existe teatros, aulas dramáticas, nada disso. Só havia um coral e eu acabei entrando nele, apenas para me acostumar com o palco, apesar da minha voz ser terrível. Dancei um pouco também quando era criança e adorava, entrava em competições e tal…”

A apresentação era chamada de “Wee Bee Chorus” e além de fazer parte do coro, ela estava em um grupo de pular cordas. Fez curso de dança, praticava muitas atividades. Montava apresentações na sala de aula, dançava, interpretava e fazia espetáculos quando era criança.

“Fui nadadora quando criança. Eu competi dos 5 aos 14 anos, em campeonatos estaduais. Achava que essa seria minha profissão. Eu era muito boa no nado borboleta.”

Fox sempre teve o lado nerd, sua irmã colecionava coisas relacionadas ao X-Men – uma equipe de super-heróis de histórias em quadrinhos publicada nos Estados Unidos pela Marvel Comics – e isso fez com que a pré-adolescente adotasse o mesmo gosto. E por volta dos 11-12 anos a jovem conheceu Gen 13 – um grupo de jovens superpoderosos e voláteis que em tempos abrilhantaram o universo Image.

“Quando criança eu gostava dos X-Men e minha irmã os colecionava. Com 11 ou 12 anos descobri Gen 13. É quase uma versão de X-Men. São três garotas e um cara que entra e sai do time, eram super-heróis. Eu gostava de uma chamada Roxy. E sim, adorava Tartarugas Ninja.”

Ela quase desistiu de ser atriz para se tornar uma advogada, devido a premiada série de televisão estadunidense “Ally McBeal” (no Brasil, Ally McBeal: Minha Vida de Solteira). A série narrava as aventuras de uma advogada e seu desejo de encontrar um parceiro ideal para se casar e de se dar bem na vida, profissional e emocionalmente, o enredo encantou a pré-adolescente naquele momento.

“Quase mudei de ideia aos 13 anos, quando inventei de ser advogada, mas aí percebi que não gostava de Direito, mas que estava vendo Ally McBeal demais.”

Era uma menina quieta e, ao mesmo tempo, considerada rebelde. Aos 14 anos roubou o carro de sua mãe e passava a maior parte do tempo de castigo.

“Eu estava sempre tentando fugir… Odiava figuras de autoridade me dizendo o que fazer. Eles queriam que eu fosse conservadora, mas quando criança, amava a Barbie. Eu usava as menores roupas que eu poderia encontrar. Minha mãe não deixou pintar meu cabelo de loiro, mas eu usei Sun-In (produto clareador de cabelos), e eu fiquei com o cabelo laranja por dois anos. O que posso dizer? Era Florida. Mas a minha mãe estava certa: ser morena era a única coisa que me fazia memorável.”

Ela se livrava do castigo apenas quando praticava atividades escolares.

“Por menos de um ano eu fui animadora de torcida. Foi uma temporada de basquete, durante o ensino médio, e só assim eu podia sair de casa, pois vivia de castigo. Por ser uma atividade escolar os meus pais me deixavam ir. Tomar ar fresco, sair de casa. Por isso eu gostava. – ela ri – Mas eu não era boa, eu era terrível. Simplesmente não nasci para aquilo, por ser desajeitada. Precisava ser muito forte.”

Durante o ensino médio sofreu bullying, foi maltratada, por esse motivo resolvia lanchar no banheiro para evitar que seus colegas a atingissem com pacotinhos de ketchup. O problema não era sua aparência, mas sim o motivo dela andar sempre acompanhada de meninos. Ela não era popular.

“Nunca tive muitos amigos. Não era popular na escola. Sempre tive dificuldade para me abrir com os outros. Todos me odiavam, eu era excluída. Meus amigos sempre foram meninos, tinha uma personalidade muito agressiva, por essa razão as meninas não gostavam de mim. Durante a minha vida toda eu tive apenas uma grande amiga, Crystal.”

Depois ela foi para uma escola cristã e aos 15 anos todos já sabiam que ela queria se tornar uma atriz.

“Havia algumas garotas más na minha escola e eu fui para a escola cristã. Eu tinha quinze anos e todo mundo sabia que o sonho da minha vida era se tornar uma atriz.”

Ela só não era excluída da escola como adoravam tirar sarro da sua cara.

“Uma menina chegou à escola no Dia das Bruxas com um macacão de couro preto e todo mundo achava que ela era mulher gato. Mas ela respondeu: ‘Não, eu sou Megan Fox.’ Resumindo ela estava tirando sarro de mim e como eu era muito tímida acabei ficando calada.”

Para piorar a situação, trabalhou em uma banca de frutas, na qual tinha que se vestir de banana. A fantasia tinha uma abertura que mostrava o seu rosto, não tinha como se esconder. Os alunos do colegial passavam por ela, fosse a pé ou de carro, e iam e voltavam gritando obscenidades. Ela não gosta de lembrar do passado, mas ensinou uma grande lição para todos: jamais desista de seus sonhos!

Em reforma!

Em reforma!

Em reforma!

A biografia entrou em reforma para devida atualização. O Portal Megan Fox comunicará quando a mesma estiver concluída!

Feita inicialmente em 12 de maio de 2013; atualizada em 14 de maio de 2014; processo de reformulação iniciado em 29 de maio de 2020.

A cópia total ou parcial é totalmente proibida!

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
22