Megan Fox estampou as páginas da Amica Magazine em Setembro de 2011. A edição exclusiva da Itália contou com onze páginas inteiramente dedicadas a atriz. A entrevista foi realizada por Chiara Basso, e o ensaio fotográfico foi pelas lentes de Richard Phibbs.

Sobre a revista: Amica é uma revista mensal de moda e moda em língua italiana com sede em Milão, Itália. A revista tem várias edições internacionais publicadas na Bulgária, Indonésia e Cingapura.

Tradução:: Larissa Rosso.

Jovem demais para botox, velha demais para um piercing estilo Britney Spears e uma tatuagem de Marilyn Monroe. Depois dos filmes de ação, a atriz vai para a comédia. E ela finalmente está se divertindo com isso.

Esqueça as tatuagens e o falso boato da bissexualidade. Megan Fox está farta das comparações com Angelina Jolie. Se ela sonhava em ser outra pessoa, seria Britney Spears. Megan não é a garota má que vai em festas loucas e fica até tarde da noite, com um estilo de vida destrutivo e promíscuo. “Eu odeio lugares lotados, sigo uma dieta saudável e sim, só dormi com dois homens em toda a minha vida”, diz ela. No entanto, quando adolescente, Megan tinha um espírito mais livre. Ela não era exatamente uma aluna modelo na escola e, mais de uma vez, pegou o carro da família para dirigir sem licença. “Eu costumava dirigir duas vezes por semana para ver meu namorado na época (para quem não sabe, ela se refere a Ben, seu primeiro namorado). Ele era do tipo religioso, do tipo que vai à igreja todo domingo e tal. Ele não era um gangster”.

Conhecemos Megan em um estúdio em Chelsea, Nova York. Ela chegou com o marido, o ator Brian Austin Green (também conhecido como David Silver, do programa de TV dos anos 90, ‘Beverly Hills 90210’ [em português, Barrados no Baile]), e uma de suas agentes, Leslie Sloane, que controla todas as sílabas que Megan diz. Leslie proíbe a revista de fazer perguntas sobre dois assuntos: a saída de Megan em ‘Transformers 3’ e o falso boato espalhado pela co-estrela Shia Labeouf, que disse que teve um caso com Megan durante as filmagens da franquia, a fim de proteger Megan, sua imagem e carreira.

Megan entra no estúdio usando tênis, uma calça cinza escura, uma camisa azul e um boné de beisebol puxado para a frente. Ela é pequena, quase irreconhecível. Mas no momento em que ela tirou o boné, vimos a beleza perfeita. Não é por acaso que ela foi escolhida para ser o rosto da marca Armani por tanto tempo. Sua pele está pálida e notamos que uma de suas tatuagens, a de Marilyn Monroe, está desaparecendo.

O que está acontecendo com sua tatuagem de Marilyn?

Estou removendo. É um personagem negativo. Ela sofria de transtornos de personalidade e era bipolar. Não quero atrair esse tipo de energia negativa em minha vida. E quem sabe? Estou pensando em remover algumas outras tatuagens, mas a dor nas sessões de remoção a laser é terrível.

E seu piercing? Durante o ensaio fotográfico, notamos que você tem um pequeno buraco acima do furo do umbigo. Você se arrepende?

Ah, isso? Eu fiz isso quando tinha 16 anos porque eu era fã de Britney Spears e ela tinha um piercing no umbigo muito legal. Foi a única vez que tentei imitar alguém. Mas então eu comecei a achar meu piercing realmente cafona, então eu o removi quando completei 20 anos

Você é considerado um símbolo sexual. Esse é um papel imposto por Hollywood ou é uma inclinação natural sua?

Não consigo controlar ou impedir que as pessoas me chamem de sexy. Na minha opinião, acho que algumas pessoas acham sexy a maneira como falo, ando ou me movo. Mas na tela, como personagem, me sinto sexy, mas na vida real, esse é o aspecto em que tenho mais conflitos.

Por quê?

É uma coisa muito estressante. Como personagem, você vive as emoções de outra pessoa, depois volta para casa e volta a ser você mesmo.

E você está fazendo comédias agora?

Estou gostando. Eu acho que prefiro mais. É mais relaxante. Sinto uma atmosfera diferente ao meu redor. Na comédia, todo mundo parece estar no set por diversão.

Se você tiver uma filha no futuro e ela quer ser atriz em Hollywood, você ficará feliz?

Não vou ficar muito feliz, mas não vou tentar impedi-la de fazer isso, se é realmente o que ela quer. Vou tentar ajudar, orientar, aconselhar. Eu só espero que ela tenha uma personalidade forte para lidar com esse trabalho, porque você tem que ser forte o suficiente para sobreviver nesta profissão. Ela não pode ser muito emotiva ou fraca.

E sua mãe? Como ela reagiu quando você anunciou que queria ser atriz?

A primeira vez que mencionei isso para ela, eu tinha cerca de 2 a 3 anos. Quando criança, eu era obcecado por Judy Garland, queria ser Dorothy no filme ‘O Mágico de Oz’. Minha mãe não ficou emocionada a princípio. Nasci no Tennessee, em uma família de classe média que lutava para sobreviver no final de cada mês, e nesses lugares e nessas circunstâncias, não era muito comum uma garota dizer que queria uma carreira em Hollywood. Mas eu insisti e lutei. Minha mãe começou a aceitar isso com o tempo, me ajudou a terminar a escola e entrar na faculdade, se eu quisesse. Mas sou muito teimosa, então comecei a trabalhar o mais rápido possível. Aos 15 anos, eu poderia pagar por minhas próprias coisinhas. Comecei muito jovem a fazer catálogos para revistas de moda em Miami. Mas minhas ambições de me tornar atriz não eram bem vistas na minha escola. Fui muitas vezes agredida por causa disso e fui tratada como uma estranha. As meninas também me criticavam porque eu preferia a companhia de meninos.

Para negar os rumores de que você tinha colocado botox, você colocou algumas fotos em seu Facebook, onde fez caretas. Foi necessário publicá-las?

Absolutamente. Um médico me sugeriu fazer isso. Naquele momento, foi necessário fazer um discurso sobre isso, não apenas porque as críticas feitas pela mídia a respeito me machucaram, mas também porque estava passando uma mensagem errada. As meninas agora acham que é normal fazer uma cirurgia ou intervenção estética em qualquer idade e por qualquer motivo. É uma mensagem terrível, então eu queria mostrar que, aos 25 anos, não preciso disso. Não sou contra, posso fazer isso no futuro ou não, mas certamente não agora.

Existe algo em seu corpo que você não gosta?

Claro. Há muitas coisas no meu corpo que eu não gosto. Mas não direi quais.

Como sua altura, por exemplo? (Megan Fox tem 1,63)

Não mais. Eu tenho uma altura média para uma atriz. Foi um problema quando eu estava modelando em desfiles de moda na adolescência, mas agora não é um problema no meu trabalho.

Como você fica tão em forma?

Durante um ano e meio a cerca de quatro meses atrás, segui uma dieta rigorosa baseada em frutas e vegetais crus, sem produtos de pão, sem açúcar, sem café. Mas comecei a perder muito peso com isso. Agora como um pouco de tudo. E treino três vezes por semana, treinando em circuito (uma série de exercícios com ferramentas que melhoram a força muscular), com meu treinador Harley Pasternak.

Qual é o seu relacionamento com moda?

Eu gosto de algumas coisas e as sigo. E eu tenho um estilista pessoal, mas também gosto das minhas coisas, dos meus estilos. Se não estou trabalhando, prefiro me vestir casualmente. É difícil estar na moda todos os dias.

Você já temeu por sua carreira?

Não, nunca. Por quê? Por causa de Transformers? Por que eu deixei o filme? (Neste ponto da entrevista, a agente de Megan, Leslie, interveio e exigiu que mudássemos a pergunta. Megan bufa e continua)… como eu poderia? Estou destinada a trabalhar como atriz.

Você quer ser lembrado por algo no futuro?

Por minha falta de medo, faço o que acho certo para minha vida, não me importando com o que os outros pensam de mim.

MATERIAL DA REVISTA

ENSAIO FOTOGRÁFICO

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry